terça-feira, 14 de fevereiro de 2017

A VIDA.



A vida é uma oportunidade, aproveita-a. 
A vida é beleza, admira-a. 
A vida é beatificação, saborei-a. 
A vida é sonho, torna-o realidade. 
A vida é um desafio, enfrenta-o. 
A vida é um dever, cumpre-o. 
A vida é um jogo, joga-o. 
A vida é preciosa, cuida-a. 
A vida é riqueza, conserva-a. 
A vida é amor, goza-a. 
A vida é um mistério, desvela-o. 
A vida é promessa, cumpre-a. 
A vida é tristeza, supera-a. 
A vida é um hino, canta-o. 
A vida é um combate, aceita-o. 
A vida é tragédia, domina-a. 
A vida é aventura, afronta-a. 
A vida é felicidade, merece-a. 
A vida é a VIDA, defende-a.
(Madre Teresa de Calcutá)

segunda-feira, 6 de fevereiro de 2017

Podemos sim mudar o mundo.

"Um homem que não sabe pelo que está disposto a morrer, não está preparado para viver”
Um pensamento que caberia naturalmente na boca de um militar a frente de sua tropa em plena batalha. De fato foi quase isso que aconteceu.
O general era Martin Luter King, sua tropa eram dezenas de milhares que pessoas que o acompanhavam e seguiam, a batalha a luta pelos direitos civis nos Estados Unidos da América. Recentemente durante uma aula numa pós-graduação um aluno me perguntou por que evidenciar algo tão radical. Estamos aqui falando de algo que tenho observado infelizmente quase todos os dias na sociedade atual. O somatório de escândalos nas mais diversas áreas governamentais e corporativas levanta grande dúvidas sobre a credibilidade das pessoas que estão em cargos de liderança, pois eu jamais usaria a palavra “líder” para definir pessoas cujo único objetivo é o poder pelo prazer e benefícios do poder. Às vezes sinto-me sem argumentos para falar a um grupo de jovens na graduação e pós-graduação, que tem como referencia de liderança, reality Shows, articulações políticas e empresariais que visam apenas preservar cargos, funções ou negócios duvidosos. A palavra líder não pode de forma alguma ser aplicada para tais figuras pois um dos pressupostos básicos da liderança relaciona-se a estar disposto a servir, contribuir e estimular pessoas a se superarem elevando assim o seu padrão comportamental.
Vivemos numa era com todas as facilidades da comunicação. Diariamente um turbilhão de informação invade nossa vida, com verdades temporárias e mentiras bombásticas. Pergunto-me que tipo de geração estamos construindo. A falta de lideranças que inspirem valores respeitáveis e éticos é evidente, pois ao invés de assumir a responsabilidade dos fatos e iniciar uma apuração seria do que realmente aconteceu, observamos a inversão conceitual, numa jogada quase publicitária transferindo a responsabilidade para a imprensa. Noticiar os fatos transformou-se em alardear o inexistente. Ficção e realidade se confundem num jogo perigoso e cruel, tendo na sociedade um peão descartável que pode ser sacrificado a qualquer momento em prol de uma boa jogada.
Treino lideranças na área publica e privada, em universidades e corporações, há muitos anos e vejo todos os dias com preocupação a carência do setor. Muitos dos líderes que inspiraram tantas pessoas no passado recente, não sobreviveram em sua maioria a lente minuciosa que observava suas ações.
Temos a obrigação moral e ética de continuar a cobrar, questionar, lutar, e também a acreditar em pessoas, idéias e projetos sérios e até mesmo naqueles aparentemente utópicos. “ A Utopia não será atingida, mas buscá-la aprimora o mundo em que vivemos”. Com esse pensamento convido a todos a praticar o que chamo de liderança comportamental – a auto liderança. Assumir a responsabilidade pela parte que cabe a cada um de nós, senhores de nossas crenças, convicções e sentimentos. Que a responsabilidade, coragem e a ética possam ser alguns dos valores dominantes e fundamentais na criação de nossos novos líderes.                                 (Dr Jô Furlan em:www.palestramotivacional.com.br)



Acredite nos bons frutos!

Mesmo quando tiver a sensação de estar plantando em solo infrutífero, não desista de semear. As boas sementes jamais se perdem. Muitas vezes não temos ainda hoje a capacidade de perceber o alcance ou a penetração daquilo que foi semeado.
Um dia, as condições poderão ser propicias a sua germinação. Cada semente tem um tempo específico. Depende de muitos fatores, mas é necessário acreditar no seu potencial de evoluir, crescer e brotar. Tempo de plantar e tempo de colher.
O seu trabalho é o de semear; o da terra é o de produzir. Talvez ainda não tenha encontrado a melhor terra para plantar, talvez se ainda não detenha a melhor habilidade para plantar, mas a pratica estimula a melhoria, a evolução, à habilidade.
Apesar da duvida e da incerteza que às vezes habita nossa alma, precisamos acreditar em algo. Precisamos acreditar que as sementes podem se tornar mais que uma arvore, podem ser tornar uma grande floresta.
Viva para fazer da sua vida, uma vida com sentido e direção. Não permita que a sensação de infertilidade do solo justifique cruzar os braços. Às vezes o que falta é fazer um pouco mais.
Invista um pouco mais de coragem, de ousadia, de planejamento, de determinação, de esperança, dedicação e fé.
Vivemos tempos confusos onde prevalece o conveniente ao invés do correto e ético.
Acredite nos bons frutos que essas suas sementes poderão gerar.
O insucesso ou a ausência de êxito momentâneo não atestam a nossa incapacidade, apenas demonstram que ainda não era o momento.
Continua a adubar a terra com o suor do seu esforço, mesmo que para isso tenha que se superar a cada dia.
Auxilia um pouco mais aqueles que talvez estejam demorando a corresponder as suas expectativas. Afinal uma floresta é mais forte que uma arvore sozinha.
Às vezes o que lhes falta é apenas um pouco mais de carinho, atenção, apoio e amizade.
Lembre-se que até mesmo as plantas ficam mais viçosas quando recebem um pouco mais de energia e calor. Imagine só o que isso poderá fazer pelas pessoas que participam da sua vida.
Acredita na qualidade da semente e poderá se surpreender com os resultados.

domingo, 5 de fevereiro de 2017

O mundo não acaba aqui.

Eta, espinheira danada
Que pobre atravessa pra sobreviver
Vive com a carga nas costas
E as dores que sente não pode dizer

Sonha com as belas promessas
Da gente importante que tem ao redor
Quando entrar o fulano
Sair o ciclano será bem melhor
Mas entra ano e sai ano
E o tal de fulano ainda é pior
Esse é meu cotidiano
Mais eu não me dano pois Deus é maior

O mundo não acaba aqui
O mundo ainda está de pé
Enquanto Deus me der a vida
Levarei comigo esperança e fé! Mas

Eta, que gente danada
Que esquece de vez a palavra cristã
Ah, eu queria só ver
É se Deus se zangasse e voltasse amanhã

Seria um Deus nos acuda
Um monte de Judas querendo perdão
Com tanta gente graúda
Implorando ajuda com a Bíblia na mão

Mas a esperança é miúda
E a coisa não muda não tem solução
Nem tudo que a gente estuda
Se agarra e se gruda, arrebenta no chão
(Duduca e Dalvan)

É preciso mudar enquanto é tempo.

O mundo de hoje é extremamente tenso. É preciso relaxar, tirar férias. Os problemas não passarão com a sua ansiedade.  Eles só irão pior...